Image Alt

Surf nas Mentawai para principiantes

Mentawai surfing for beginners

Surf nas Mentawai para principiantes

Visitei as Mentawai em 2013 e desde aí que este lugar nunca mais me saiu da cabeça. As Mentawai são um arquipélago localizado na Indonésia, constituído por dezenas de ilhas consideradas como um dos melhores destinos de surf do mundo.

As ondas aqui são rápidas, maioritariamente tubulares e quebram sob um fundo de coral aguçado. Muitos acreditam ser preciso ser um surfista experiente para as surfar… e talvez tenham razão. Mas, dependendo do tamanho do swell (ondulação) e da ilha onde estiver, até o surfista mais principiante pode tentar a sua sorte e fazer ondas que nunca mais lhe vão sair da memória.

Foi o que aconteceu comigo. Não me considero uma surfista experiente. Talvez mais uma surfista regular, mas não houve um dia em que não fizesse surf nas Mentawai.

Na minha viagem concentrei-me nas ondas próximas de Siberut, conhecido como o “playground” (“parque de recreio”), mas logo na ilha onde fiquei alojada (sim, optei por ficar em terra e não fazer a tradicional boat trip), havia uma que fez as minhas delícias — Pitstops.

Atenção: As Mentawai não são para aprender a surfar!

Se quer ter uma primeira experiência de surf na sua próxima viagem, então escolha outro destino que não as Mentawai.

Apesar de haver opções para o que podemos considerar como surfistas principiantes, de forma alguma este é um lugar aconselhável para quem não sabe minimamente o que faz.

Mas o que distingue um surfista principiante de um surfista de primeira vez?

O surfista principiante já teve uma primeira aproximação ao surf:

  • Sabe remar para as ondas;
  • Sabe distinguir uma “esquerda” de uma “direita”;
  • Sabe fazer um duckdive (passar por baixo da onda) ou desviar-se dos outros surfistas;
  • Sabe distinguir uma onda de set e conhece a regra da prioridade;
  • Consegue andar na face da onda.

Então, e um surfista de primeira vez?

  • É alguém que nunca experimentou surf antes;
  • Não sabe ou ainda não consegue bem colocar-se de pé em cima da prancha;
  • Tem dificuldade em remar ou fazer um duckdive;
  • Não entende a etiqueta dentro de água ou não conhece a regra da prioridade.

As ondas mais acessíveis do surf nas Mentawai

Como disse anteriormente, a maioria do surf nas Mentawai não é para brincadeira, mas existem algumas ondas que podem facilitar a experiência.

Porém, tenha sempre em atenção que, quando falamos de fundo de coral, quanto mais pequenas as ondas, mais perigosas são. Na realidade, se tiver mais água é sempre melhor para as quedas, e, normalmente, as ondas pequenas quebram mais rasas.

Dito isto, quem me conhece sabe que não sou aficionada de mar grande, por isso, nas Mentawai concentrei-me em swells de tamanho médio (quando estava maior ficava no barco) e em ondas que tivessem um canal de água (zona onde as ondas não quebram) para poder “fugir” quando viesse algum set fora da minha zona de conforto.

Estas foram as ondas que surfei e que considero que podem ser mais indicadas para quem ainda não é um surfista perito:

Pitstops

Na ilha onde fiquei alojada, Pitstops é acessível a pé e pode ser uma boa opção em dias de ondulação pequena. Mas não se deixe enganar pelo tamanho. Ela pode ser bem rápida, por isso, escolha bem aquela que quer apanhar e não surfe de maré vazia.

Burgerworld

É uma onda digna de screensaver de computador. Corre paralela à costa cheia de palmeiras da pequena ilha onde se encontra e tem um canal maravilhoso, onde os barcos param e podemos entrar e sair da onda sem problemas.

No meu caso, deixei-me ficar pelo inside (seção da onda mais próxima do final da mesma) porque era mais fácil de apanhar. Apenas temos de ter paciência para agarrar uma onda em que não venha nenhum outro surfista que a apanhou mais fora.

4Bobs

Da zona do Playground que junta seis ondas a pouca distância, 4Bobs é, para mim, a mais acessível. Mais uma vez, para experimentar esta direita é melhor surfar de meia maré até à maré cheia, visto que o fundo é de reef afiado.

Nyang Nyang 

É uma onda bastante acessível para todos os níveis de surfistas, mas exige alguma destreza para lidar com o crowd. Funciona quase sempre com todos os ventos e marés e, por isso, atrai surfistas de toda a parte.

Beng-Beng 

Já está há alguns dias nas Mentawai e já se encontra mais confiante? Então está na altura de experimentar Beng-Beng. Esta onda precisa de algum tamanho para funcionar e dizem ser melhor na maré vazia. Eu prefiro ter sempre um pouco de mais água. É uma onda rápida, mas não tão agressiva como outras na região.

E falando em agressivo…

As ondas das quais deve manter-se longe

Volto a frisar que todo o surf nas Mentawai necessita de total concentração, mesmo que por vezes as ondas pareçam mais fáceis.

É um pouco como quem está no deserto e de repente encontra um oásis! Elas são hipnotizantes, lindas, perfeitas… mas perigosas.

E há umas mais que as outras. Os seguintes spots são aqueles que aconselho a não experimentar, caso não se sinta 1000% confiante com o seu surf e não tenha uma experiência sólida dentro de água.

Tenha a consciência que o hospital mais próximo está em Siberut (cuja capacidade é muito limitada) e que aqui as probabilidades de se aleijar são enormes!

SEGURO DE VIAGEM AO MELHOR PREÇO
UM SEGURO DE VIAGEM PARA AS MENTAWAI É QUASE OBRIGATÓRIO! CLIQUE NO BANNER E RESERVE O SEU AO MELHOR PREÇO DO MERCADO E COM 5% DE DESCONTO POR SER LEITOR/A DO MARLENE ON THE MOVE.
E-bay 

Foi a onda que se encontrava mesmo à frente do local onde fiquei alojada nas Mentawai, porém, não a vi a funcionar.

É uma esquerda tubular que melhora quanto maior é. O grande problema é que é super-rápida e quebra em frente a pedras, e no final da onda temos água abaixo do joelho, não havendo grande margem para erro.

Bank Vaults

Para os amantes de ondas grandes, eis Bank Vaults! É uma onda para a direita pesada e funciona quando o mar está enorme, mas também funciona com o mar pequeno, mas a é uma onda com muita energia e que exige uma remada determinada para entrar na onda e a experiência necessária para sair dela antes que fique rasa demais. Quem tem experiência neste género de ondas pode apanhar aqui o tubo da sua vida… mas, caso corra mal, também o susto da sua vida…

Hideaways

Ideal na maré mais cheia, para deixar o fundo de coral bem longe, Hideaways é uma esquerda que oferece tubos incríveis, muitas vezes antecipados por take-offs desafiantes. O surfista tem que ter a perícia para apanhar a onda bem atrás e ganhar velocidade para terminar o tubo, senão, ficará sempre pelo caminho. Atenção que ao surfar com a maré a vazar a corrente puxa para um canal entre as ilhas… isto é, para o meio do mar!

Kandui

Kandui, ou No-Kandui, como também é conhecida, é uma onda super rápida que corre sobre um fundo muito afiado. Por aqui, até os surfistas mais experientes podem ter dificuldade em acompanhar a velocidade desta onda. Sem dúvida tem que ser um surfista experiente para aqui andar. 

Riffles

Para muitos é uma das melhores direitas do mundo, tal é a perfeição desta onda. Mas não vá pelas aparências porque a onda é muito rápida e apenas dá em condições, ditas “acessíveis”, poucos dias ao ano. Apesar dos tubos perfeitos que pode ver por aqui, as condições (maré, direção da ondulação e vento) têm que estar perfeitas, ou vai entrar num autêntico  filme de terror.

Onde ficar alojado

A maioria dos viajantes que faz uma surf trip às Mentawai opta por uma boat trip, já que permite a mobilidade necessária para conhecer várias ondas em pouco tempo.

Mas se, como eu, tem a tendência de enjoar dentro de um barco e quer ter na sua viagem outras atividades, como caminhada, snorkeling ou apenas estar deitado numa praia, a melhor opção é que fique alojado num resort em terra.

Por norma, as reservas incluem algumas saídas de barco (uma ou duas por dia) e assim pode ter o melhor de dois mundos.

No meu caso fiquei num dos alojamentos da ilha de Masokut, o que significou estar a pouca distância a pé de ondas como Pitstops, Beng-Beng e E-bay. Então, uma vez por dia apanhava o barco para surfar ondas mais longe e o resto do tempo dedicava às ondas perto do alojamento.

Claro que tudo depende da sua carteira. Como na maioria dos destinos turísticos, há de tudo um pouco. Desde as estadias mais simples (e até de higiene duvidosa) aos resorts de luxo com tudo incluído. Faça contas ao seu orçamento e decida pelo melhor.

Booking.com

O que fazer nas Mentawai para lá das ondas

Sabem que adoro surf, mas, para mim, uma viagem tem que ter algo mais. Não pode ser só acordar, surfar, comer, dormir. Por isso fiquei em terra.

Os dias que passei nas Mentawai foram acompanhados de muita praia,  snorkeling e  caminhadas. Estas últimas permitiram-me entrar um pouco mais na cultura local, assistir à apanha do coco ou à seca das especiarias que acabam por ir parar à mistura do tabaco local.

E, por falar em conhecer a cultura local, podem fazer uma visita a uma das comunidades índias das Mentawai que habita a floresta tropical de Siberut. O modo de vida é por aqui tribal. O povo habita em Umas (casas tradicionais) e vive daquilo que produz. É normal vê-los tatuados dos pés à cabeça, já que as mesmas identificam o seu papel e estatuto social na tribo.

Infelizmente, não tive tempo de ir visitar o povo Mentawai em Siberut. Mas certamente não vou falhar da próxima vez que estiver nestas ilhas.

A melhor altura para surfar nas Mentawai

Como é habitual nesta parte do mundo, existem duas grandes estações ao ano: a época das chuvas e a época seca. Como a ideia é passar um bom bocado na sua viagem, o ideal é que vá fora da época de elevada precipitação (se bem que pode sempre haver alguns aguaceiros).
Assim, a minha sugestão é que marque a sua viagem entre junho e setembro. Eu fui em setembro e garanto que a consistência de ondas é boa e a temperatura do ar e da água a rondar os 26º/27º Celsius.

O que achou deste artigo? É um/a surfista principiante ou conhece alguém que o seja? Partilhe a sua opinião na caixa de comentários.

É um dos destinos de surf mais incríveis do mundo e há quem considere ser preciso ser pro para lá ir. Mas será que as ilhas Mentawai, na Indonésia, podem realizar os sonhos de quem surfa recentemente?
GOSTOU DO POST? FAÇA PIN E GUARDE PARA MAIS TARDE.
VAI VIAJAR?

Prepare as suas viagens com os parceiros da Marlene On The Move!

  • Use o Booking.com e escolha a sua estadia favorita aos melhores preços!
  • Antes de viajar, faça o seguro de viagem IATI. Eles oferecem a melhor cobertura para viajantes e ainda tem 5% de desconto por ser leitor/a do Marlene On The Move.
  • Se planeia alugar um carro para a sua viagem, use a AutoEurope e obtenha os melhores valores de mercado.

Ao utilizar estes links para fazer as suas reservas, não vai pagar mais por isso e para mim faz toda a diferença! É com estas parcerias que consigo manter o blog, por isso a sua ajuda é preciosa! Obrigada desde já!

Marlene é a criadora do Marlene On The Move. Jornalista de profissão, criou o blog para partilhar as suas aventuras, quer em Portugal, destino sobre o qual escreve para publicações digitais portuguesas, como no Mundo. Não é raro partir à descoberta de novos países e culturas com a prancha de surf como bagagem.

Post a Comment

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit sed.

Follow us on