Search here...
TOP
Dicas de Viagem Estilo de Vida

Guia de Sobrevivência ao Web Summit

web summit guia de sobrevivência
820 Views

Durante todo o ano, as viagens a outros países são muitas, mas, em novembro, é o mundo que vai viajar até ao Web Summit, em Lisboa, Portugal!

Quem já assistiu àquele que é o maior evento tech no mundo sabe que são dias cansativos, de agenda cheia e muitas horas a andar de um lado para o outro. Mas existem pequenas dicas que pode ter em conta para enfrentar o Web Summit e trazer para casa apenas muito conhecimento e recordações de momentos bem passados.

Quer saber quais são? Ora, vamos a isso!

Web summit attendees
photo: © Web Summit

Dicas a ter em conta

Um dos maiores desafios que encontrei nas edições anteriores é conseguir assistir a tudo o que quero. Até porque muitos palcos estão longe uns dos outros e atravessar os pavilhões com milhares de pessoas a circular é, por vezes, um verdadeiro pesadelo!

Ora, aqui começam algumas das minhas dicas para enfrentar como um expert o próximo Web Summit.

Tenha a app sempre à mão

A app do Web Summit é, provavelmente, a ferramenta mais importante que pode ter e vale a pena tê-la sempre à mão.

Nela pode ir construindo a sua agenda com todas as conferências que quer assistir, com os palcos e horários, e ver quais se cruzam. O difícil vai ser mesmo decidir quais terá que deixar cair.

Na app encontra também uma lista completa de todos participantes (do voluntário ao grande convidado), com quem pode até meter conversa ou combinar encontros para melhor conhecer os seus projetos ou até apresentar o seu próprio unicórnio 😉

Não deixe para a última hora

São esperados milhares e milhares de participantes no Web Summit, pelo que a altura da acreditação ou da entrada no recinto pode ser um verdadeiro pesadelo.

Saiba que no Aeroporto de Lisboa existe um centro onde pode fazer logo a sua acreditação sem ter que esperar pelo primeiro dia do evento? Fiz isto no ano passado e poupei bastante tempo em filas.

Tenha também em conta que, caso queira assistir à sessão de abertura desta edição, não chegue em cima da hora ou arrisca-se a ficar de fora.

O mesmo se aplica às conferências durante o período do evento. Se tiver uma determinada intervenção em mente, vá ter ao palco onde ela vai decorrer algum tempo antes desta começar. Quando o painel anterior terminar há muitas pessoas que se levantam e partem para a próxima, podendo assim ocupar uma cadeira e assistir àquela pela qual esperava.

web summit conference
photo: © Web Summit

Dress for success… mas não exagere!

Se vai ao Web Summit com o intuito de fazer contactos e, qui ça, conhecer as pessoas certas para impulsionar o seu negócio, pensar na primeira impressão faz todo o sentido.

Porém, esqueça a vestimenta mais rigorosa. Está entre pessoas ligadas à área tecnológica e é bem possível que se cruze com um CEO de calças rasgadas e All Stars. Não digo que se entregue ao desleixo da vestimenta de um domingo passado em casa, mas não é de todo necessário o fato e gravata ou o vestidinho preto. E, senhoras, esqueçam os saltos! Web Summit = kms e kms a correr de um lado para o outro! Calçado confortável é condição indispensável.

Alimentação

No Web Summit há sempre um food court, porém, quando estamos a falar de um evento com tanta gente, por vezes torna-se difícil conseguir comer alguma coisa. Especialmente, se for tentar a sua sorte à hora de almoço e se tiver pouco tempo entre as conferências que quer ver.

Ao lado do recinto do evento tem um centro comercial que reforça a oferta na zona, mas a minha sugestão é que leve consigo umas barrinhas energéticas e tente ir comer fora das horas mais concorridas.

Ah, e não se esqueça de manter os níveis de hidratação!

Circule pelos vários pavilhões

Nos intervalos das conferências não se esqueça de circular pelos vários pavilhões. Existem muitas empresas com stands interessantes. Passe pelas startups e perca um bocadinho de tempo para conhecer projetos inovadores que poderão um dia tornar-se gigantes.

Por último, tenha em atenção a programação do Night Summit. É que a “festa” continua por toda a cidade mesmo depois das conferências terminarem no Parque das Nações.

photo: © Web Summit

Como chegar ao Web Summit

Para chegar ao Web Summit nos dias do evento, esqueça levar carro. O estacionamento pode ser um inferno! Opte pelos transportes públicos.

O Metro de Lisboa, a Carris e a CP são as melhores opções.

Tenha também em consideração que, apesar de ser uma opção, serviços como o UBER estarão lotados e não será fácil arranjar transporte na hora de maior fluxo de participantes para e do evento.

Onde decorre o Web Summit?

E, pronto, estas são apenas algumas dicas que espero que tornem a sua experiência no Web Summit a mais agradável possível. 

Para quem não conseguiu bilhete para esta edição ou não pode estar presente, eu vou lá estar e tentarei partilhar convosco alguns dos melhores momentos. Para acompanhar nos stories do IG! 😉

E vocês, já foram a alguma edição do Web Summit? Têm algumas dicas para partilhar? Adorava saber! Deixem na caixa de comentários em baixo.

Está a pensar ir ao Web Summit? Saiba o que se vai passar e todas as dicas para enfrentar o maior evento tech do mundo.
Gostou do Post? Faça PIN e guarde para mais tarde
Marlene On The Move

Marlene Marques

Marlene é a criadora do Marlene On The Move. Jornalista de profissão, criou o blog para partilhar as suas aventuras pelo Mundo. Não é raro partir à descoberta de novos países e culturas com a prancha de surf como bagagem.

«

»

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!