Praia da Ingrina

O que fazer em Madrid: 12 locais para conhecer em 2 dias

Vai estar 2 dias em Madrid? É a sua primeira viagem à capital espanhola? Saiba o que fazer em Madrid e quais os locais que tem mesmo de visitar.

O que fazer em Madrid: 12 locais para conhecer em 2 dias

Nunca tinha ido a Madrid. Parece uma vergonha, dado que moro em Portugal, paredes-meias com Espanha, mas a verdade é que tendo sempre a ir para destinos mais longínquos.

Então, quando a seguradora de viagens IATI convidou-me para estar presente na Gala de entrega de prémios a bloggers de viagem espanhóis e portugueses, achei que seria a desculpa perfeita para ir conhecer a capital de Espanha.

Sabia que?…

Sabia que sou parceira da IATI? Neste post podem descobrir porque escolho esta seguradora, porque devem fazer sempre seguro de viagem e quais as vantagens que podem ter.

A visita foi breve, de apenas dois dias, e nem levava nada preparado sobre o que fazer em Madrid durante esse período. Fui numa ótica de “go with the flow”, mas, confesso, que se me tivesse preparado melhor talvez conseguisse encaixar ainda mais coisas. Afinal, há muito para ver e fazer por lá.

Mas, apesar disso, a viagem foi repleta de novidades, históricas e gastronómicas, e digo-vos que os madrilenos são afáveis e disponíveis.

Mas vamos ao que interessa!

Entre tudo o que há para fazer em Madrid destaco estas 13. Não estão por ordem de preferência, mas sim pela minha ordem de visita. E leiam até ao fim, porque ainda vos deixo algumas dicas úteis para tornar ainda mais inesquecível esta aventura na capital espanhola.

1. Templo de Debod

Madrid Templo Debod Temple

Quando alguém me comentou que Madrid tem um templo egípcio, franzi o nariz. Egipto e Espanha são dois países que por natureza não meto na mesma caixa.

Mas ao chegar ao Templo de Debod os elementos parecem alinhar.

O Templo de Debod, datado do século II a.C., foi doado pelos egípcios a Espanha, aquando da construção da barragem do Rio Assuão, pela ajuda que os espanhóis deram na salvaguarda de muito do património cultural que existia na região.

Para representar o rio que existia nas imediações do templo, existe uma espécie de espelho de água ao longo dos três portais que conduzem à entrada principal do edifício núbio-egípcio. Infelizmente, durante a minha visita e apesar do tempo chuvoso, não existia água…

Onde fica: Calle Ferraz, perto da Praça de Espanha

Sabia que?…

O Templo de Debod é dos poucos templos núbio-egípcios que podem ser vistos fora do Egipto e o único da sua espécie em Espanha.

2. Palácio Real de Madrid

Madrid Palacio Real Royal Palace

Ia com muita expectativa para visitar o Palácio Real de Madrid, completamente conquistada pelas belas imagens da arquitetura exterior e interior. Mas não é que no dia que lá fui estava encerrado por causa de um evento privado!

Bem, mas esta será certamente uma exceção (e má sorte a minha), porque o palácio pode e deve ser visitado.

O Palácio Real de Madrid foi habitado do reinado de Carlos III a Alfonso XIII e, apesar dos atuais monarcas espanhóis não viverem lá, é considerado a Residência Oficial dos Reis de Espanha.

Com inspirações no Palácio do Louvre, este edifício estende-se por um largo quarteirão e tem mais de 3000 divisões… sim, leram bem, 3000!

No interior, de acordo com o Turismo de Madrid, destacam-se a Escadaria Principal, a Sala do Trono, o Salão dos Alabardeiro, a Sala Gasparini, a Real Farmácia e a Capela Real. E nem escapa La Real Cocina, “uma das mais bem conservadas cozinhas históricas das residências reais europeias”.

Bem, vou ter mesmo que voltar a Madrid para ver tudo isto como os meus próprios olhos.

Onde fica: Calle de Bailén

3. Catedral de La Almudena e a cripta neorromânica

Madrid Igreja Almudena Cathedral

Mesmo em frente ao pátio do Palácio Real está a Catedral de La Almudena, outro ponto de visita obrigatória.

Não precisa de ser religioso para apreciar toda a beleza desta igreja, especialmente no interior.

Também conhecida como a Catedral de Madrid, é um misto de estilos, resultado de uma longa história de construção: neoclássico (exterior), neogótico (interior) e neorromânico (cripta).

Um dos destaques do interior é a imagem da Virgem de La Almudena, no topo de uma escadaria, o que provoca uma autêntica peregrinação dos visitantes ao andar superior para um olhar mais próximo da Santa.

Contudo, para mim, a verdadeira surpresa surge nos vitrais. Imagens religiosas com um ‘twist’ contemporâneo, super diferente do que estamos habituados a ver em igrejas católicas.

Saindo da igreja e contornando o edifício pela direita está a entrada para a Cripta Neorromânica. Outro local impressionante, ainda mais porque quando lá estive apanhei um coro a ensaiar. Digamos que a acústica aqui é excelente!

Onde fica: Calle de Bailén

4. Gran Via

Madrid Gran Via

Uma das principais vias de Madrid e vale a pena por aqui passar. Nem que seja para olhar para o alto e apreciar a arquitetura de muitos dos edifícios que aqui encontra.

Há quem chame a Gran Via de “Broadway espanhola” por todos os hotéis e teatros que tem. Confesso que não achei particularmente interessante. Mas se vai da Praça de Espanha à Calle de Alcalá (ou vice-versa), passe por lá e tire as suas próprias ilações. Fico à espera de saber o que achou. 😉

Onde fica: Faz a ligação entre a Praça de Espanha e a Calle de Alcalá

Booking.com

5. Puerta Del Sol

Madrid Puerta Del Sol

Todos os caminhos parecem que vão dar à Porta do Sol e, por tal, esta é uma das praças mais concorridas do centro de Madrid. É ponto de passagem entre ruas e é inevitável parar por aqui para apreciar a Real Casa de Correos, hoje sede da Comunidade de Madrid, e para a tradicional foto em frente da estátua do urso e do medronheiro, elementos que integram o escudo da cidade.

Onde fica: Entre a Calle de Alcalá e a Calle Mayor

Sabia que?…

O medronheiro é a árvore-símbolo de Madrid porque, no início do século XVI, a cidade foi assolada por uma praga que chegou mesmo a atingir o Rei Carlos V. Na altura, os madrilenos descobriram que fazendo chá das folhas do medronheiro era possível melhorar a febre. Assim, a árvore salvou a população e o próprio rei, tornando-se por isso no símbolo de Madrid.

6. Plaza Mayor

Madrid Plaza Mayor

A 5 minutos a pé da Porta do Sol está a Plaza Mayor. Adorei esta praça! A arquitetura é fenomenal e não deixa ninguém indiferente.

Em tons grená, os edifícios da Plaza Mayor formam um quadrado do qual se entra e sai através de arcadas em cada um dos cantos da praça. No centro está a estátua de Filipe III, uma das obras de arte mais valiosas que pode encontrar nas ruas da cidade.

Também o edifício que hoje alberga o Centro de Turismo de Madrid salta à vista pela decoração da fachada onde se podem ver figuras mitológicas relacionadas com a história da cidade.

Onde fica: Plaza Mayor

7. Museu Nacional Reina Sofia

Madrid Museu Reina Sofia Museum

Quando estava a decidir o que fazer em Madrid tive a certeza que queria visitar um dos grandes museus da cidade. Como achei que o Prado poderia tomar-me mais tempo e não queria estar a ver o museu à pressa, optei pelo Reina Sofia. E não me arrependi!

O Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia é casa para grandes obras de nomes incríveis como Dalí, Miró ou Picasso. É neste local que pode ver o famoso “Guernica” de Pablo Picasso. Uma obra de arte que impressiona, não só pela dimensão como pelo que representa: o expressar da dor das vítimas do bombardeamento de Guernica, em 1937.

Onde fica: Calle Santa Isabel

Sabia que?…

O Reina Sofia ocupa o antigo Hospital Geral de Madrid, mas existem mais dois espaços associados ao museu: o Palácio Velázquez e o Palácio Cristal, ambos no Parque do Retiro. Por aqui são apresentadas exposições temporárias e instalações de arte.

Ficou a faltar mas não deixe de visitar…

8. Museu Nacional do Prado

Madrid Museu Prado Museum

O Prado está para Madrid como o Louvre está para Paris.

A comemorar os 200 anos em 2020, este museu reúne inúmeras obras das escolas de arte espanhola e italiana, num total de 8600 quadros e 700 esculturas. Entre as pinturas mais conhecidas está “As Meninas” de Velázquez.

Como estava de tempo contado, tinha que escolher e o Museu Nacional do Prado ficou para uma segunda visita a Madrid.

Mas não faça como eu! Já em casa descobri que o museu tem roteiros recomendados que permitem ver as principais obras em 1, 2 ou 3 horas.

Claro que a maior dificuldade poderá estar no tempo perdido na fila para entrar (quando passei por lá dava a volta à esquina). Será prudente comprar a entrada antecipadamente e evitar essa fila.

Onde fica: Passeo del Prado

9. Parque do Retiro

Outra facada no coração foi não ter visitado o Parque do Retiro. Acontece que nos dois dias que estive em Madrid não parou de chover e eu achei que a primeira impressão que queria ter deste local não era nestas condições.

Mas o Parque do Retiro é um dos sítios mais bonitos da cidade e deve ser visitado.

Com 125 hectares e mais de 15 mil árvore, este é sem dúvida o pulmão de Madrid. Os jardins multiplicam-se no interior e há para todos os gostos, incluindo o Canteiro Francês onde encontramos o Cipreste, a árvore mais antiga de Madrid (acredita-se que tenha 400 anos).

É também no Retiro que está a estátua “El Ángel Caído”. Dizem que é a única escultura no mundo a representar o diabo.

Onde fica: Plaza de la Independencia

E para comer?

10. Mercado de San Miguel

Madrid Mercado San Miguel Market

Se anda à procura do que fazer em Madrid, saiba que este local é obrigatório! O Mercado de San Miguel foi inaugurado em 1916 para ser um centro de abastecimento da população madrilena. Mas em 2009 ganhou nova vida e tornou-se no primeiro mercado gastronómico de Madrid.

Quem conhece o Mercado da Ribeira, em Lisboa, sabe bem do que falo.

O Mercado de San Miguel é uma mostra daquilo que de melhor se faz na região em comida.

Do típico presunto ibérico, às tapas de várias naturezas, queijos, doces e nem falta uma banca totalmente dedicada ao caranguejo.

Este é o sítio ideal para provar um pouco de tudo e sair satisfeito com a gastronomia local.

Onde fica: Plaza de San Miguel

11. San Ginés

Madrid San Gines

Que achado! Quer dizer, para mim que cheguei a Madrid pela primeira vez, porque San Ginés é muito conhecido, quer pelos locais, como por quem visita a cidade.

San Ginés é um café cuja especialidade são os churros com chocolate. Ora, em Portugal estou habituada às carrinhas ambulantes à porta das feiras a vender churros, mas estes são como nada que tivesse provado antes.

Pequenos, sem serem gordurosas, maravilhosos banhados numa chávena de chocolate quente que chega à mesa. Nem muito, nem pouco doce. O que dizer… é de babar!

Onde fica: Pasadizo de San Ginés, bem perto da Puerta del Sol

12. Casa Nicasio

Madrid Casa Nicasio

Há um sem-número de restaurantes em Madrid e provavelmente este nem é o melhor. Mas tinha que colocá-lo aqui porque foi com ele que fiz as pazes com a comida espanhola.

Perto do Palácio Real, a Casa Nicasio tem uns preços bastante acessíveis — com oferta de menu do dia — e a comida é realmente boa.

Sem pedir até nos trouxeram uma entrada de paella que foi das melhores que já provei até hoje. Fica a dica!

Onde fica: Calle Union

Seguro IATI Mochileiro

GUIA DE VIAGEM

Como chegar a Madrid

Madrid é uma das principais capitais europeias, o que faz com que receba diariamente voos de várias partes do globo, incluindo companhias low cost.

Comboio ou autocarro é também uma opção, principalmente se estiver a viajar de um país vizinho, como Portugal.

Agora, para andar na cidade, o meu conselho é sempre a pé e de metro.

Como funciona o Metro de Madrid

Não se deixe assustar com o tamanho do Metro de Madrid. Se costuma utilizar este transporte vai ver que é bastante intuitivo.

Talvez onde possa ter mais dificuldade é com as máquinas onde se compra o cartão de viagem e se carrega o mesmo posteriormente.

Mas peça ajuda aos funcionários do metro. Logo na estação do aeroporto (terminal 1, 2 e 3) tem pelo menos dois que terão todo o gosto em ajudar.

Quanto aos valores da viagem, tudo depende para aonde vai. No Metro de Lisboa, carrega-se o cartão com o número de viagens que se vai fazer, mas aqui o preço da deslocação varia de acordo com o número de estações (e distância).

plano metro madrid
Plano do Metro de Madrid

Onde ficar em Madrid

A Abalu Hoteles é uma cadeira de hotelaria espanhola que tem (que eu saiba) pelo menos três hotéis na zona da Praça de Espanha. Tinha reservado a noite do Life Hotel, um espaço muito bonito e instamagrável. Mas no momento do check-in, fizeram-me um upgrade para o quatro estrelas Madrid Suites. O alojamento tinha dois quartos, uma sala e… um ‘jacuzzi’ gigante! Só foi pena ter de se pagar 50 euros para o utilizar.

Mas o que não faltam são alojamentos espalhados pela cidade, para todos os gostos e carteiras.

Tours Disponíveis

Madrid é uma cidade cheia de vida e repleta de pontos turísticos para visitar. Se não quer fazer como eu e andar feita louca pela cidade, opte por fazer um circuito com alguém que conhece o sítio. Existem vários tours especializados por onde escolher.

Alguns factos sobre Madrid

Caso seja também a sua primeira visita a Madrid, saiba alguns factos sobre esta cidade que podem ser ótimos desbloqueadores de conversa

  • O medronheiro é a árvore-símbolo de Madrid
  • Anualmente andam no metro de Madrid cerca de 570 milhões de pessoas
  • No Parque de Berlim há um pedaço original do Muro de Berlim
  • Os nativos de Madrid chamam-se Madrilenos
  • Madrid é a 3.ª cidade mais populosa da Europa
  • O Palácio Real tem mais de 3000 divisões
  • Os madrilenos são apelidados de “gatos”

O que fazer em Madrid

Gostou do Post? Faça PIN e guarde para mais tarde
Já conhece Madrid? Tem outros locais que gostaria de sugerir? Perguntas sobre este destino?
Comente na caixa em baixo! Vamos falar!
E se gostou do post, não se esqueça de partilhar nas suas redes sociais. 🙂 Obrigada!

Marlene é a criadora do Marlene On The Move. Jornalista de profissão, criou o blog para partilhar as suas aventuras, quer em Portugal, destino sobre o qual escreve para publicações digitais portuguesas, como no Mundo. Não é raro partir à descoberta de novos países e culturas.

Comments

  • Mar io
    Fevereiro 2, 2020

    Muito bom

    reply
  • Nascimento, teresa
    Fevereiro 3, 2020

    Merci

    reply
  • NSA
    Fevereiro 4, 2020

    Adorei o artigo !!!
    Na próxima viagem a Madrid vou usar todas estas dicas preciosas . Obrigado xD

    reply

Post a Comment

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit sed.

Follow us on