O Que Ver na Irlanda: 9 Locais Que Não Pode Perder

9 locais que não pode perder na Irlanda

A Irlanda é enorme! Não tinha essa noção quando visitei a ilha pela primeira vez, tendo apenas destinado uma semana para ver todos os pontos turísticos que tantas vezes tinha ouvido falar.

A lista era longa, mas os planos feitos ao detalhe permitiram que conseguisse ver alguns dos principais locais que tornam aquela república tão especial.

Se me pergunta se consegui ver tudo… não. Infelizmente, houveram alguns lugares que tiveram de ser adiados para uma próxima visita. Mas os que vai conhecer de seguida são aqueles que fiz mesmo questão de visitar e que acredito que devem fazer parte de quaisquer planos de viagem até àquela ilha.

O que ver na Irlanda

Nesta viagem tracei rumo pelos condados de Tipperary, Cork, Kerry, Clare, Galway e Sligo. Pode parecer muito e, de facto, resultou em muitos quilómetros percorridos de carro, de sul para norte do país, mas todos eles oferecem maravilhas que vale a pena ver na Irlanda.

Vamos a isso?

Rock of Cashel, Tipperary

Rock of Cashel Ireland Irlanda

O Rock of Cashel foi a minha primeira paragem assim que aterrei na capital da Irlanda. De Dublin até este castelo são quase duas horas de carro, mas uma vez lá vai ver que vale a pena.

Considerado um dos mais bonitos locais históricos do país, o Rock of Cashel assoma-se do topo de um monte, a apenas a 5 minutos de distância a pé da vila que lhe dá nome.

Infelizmente, a minha chegada ao final do dia coincidiu com a hora de fecho, o que me impediu de descobrir o interior desta ostentosa fortaleza medieval.

Mas lá pode encontrar uma grande torre, uma catedral gótica do século XIII e uma das mais bonitas igrejas de estilo românico, datada do século XII, a qual acolhe alguns dos frescos mais antigos do país.

Mesmo não tendo oportunidade de visitar o interior, fiquei encantada com a incrível estrutura deste castelo, bem como com a vista que se tem do topo.

Tome nota!
Antes de fazer a subida para o castelo, pare no Cafe Hans, um local acolhedor para tomar uma refeição ou simplesmente beber um chá.

Blarney Castle, Cork

Blarney Castle Ireland Irlanda

O Blarney Castle, em Cork, é casa para a famosa Blarney Stone. A origem desta pedra continua a ser um mistério, mas todos — ou pelo menos os que a visitam e se dobram a tentar alcançá-la — acreditam que se a beijarem serão brindados com o dom da eloquência.

À parte desta pedra, o Blarney Castle é um local incrível, cheio de história e detalhes, já para não falar dos extraordinários jardins que se estendem por 60 hectares.

Ring of Kerry, Kerry

Ring of Kerry Ireland Irlanda

Ir à Irlanda e não fazer o Ring of Kerry é impensável! Esta é uma experiência inesquecível, ainda mais se for fã de natureza e paisagens de cortar a respiração.

Este círculo que abraça a península de Iveragh estende-se por 179 km, mas muitos defendem que a verdadeira beleza do Ring of Kerry está nos caminhos secundários, muitas vezes indicados por setas a partir da estrada principal.

Pode fazer o anel num só dia, mas o melhor é que fique mais alguns por esta zona e desfrute das paisagens e de todos os detalhes culturais que vai encontrar.

Muckross House, Kerry

Muckross House Ireland Irlanda

Também no Ring of Kerry, em pleno Killarney National Park, está a Muckross House. Este edifício vitoriano faz com que se sinta num dos episódios de Downtown Abbey.

Construído em 1843 pela família Herbert, para servir de casa de caça e pesca, esta mansão distingue-se não só pelos interiores, mas pelo enorme parque e lago que compõem a propriedade.

A 1,5 km da casa estão também as ruínas da Muckross Abbey. Com uma imponente árvore no centro do claustro, na capela-mor encontra-se o túmulo do chefe dos McCarthy Mor.

Tome nota!
Pode percorrer toda a propriedade da Muckross House a bordo de uma charrete. Os condutores estão à entrada do parque e podem ser uma ajuda, caso não esteja para grandes caminhadas.

Ring of Skellig, Kerry

Ring of Skellig Ireland Irlanda

Confesso que nunca tinha ouvido falar do Ring of Skellig antes desta viagem, mas, para mim, foi uma das grandes descobertas e entra diretamente para a lista do que ver na Irlanda!

Desde a ilha de Valentia (veja mais em baixo), ponto de partida para ir visitar as Skellig Islands; à Skellig Chocolate Factory, em The Glen, onde provei várias variedades e não saí sem trazer umas tabletes para casa; ou a Derrynane House, uma propriedade muito bonita que desagua numa praia incrível. Há muito para ver neste anel.

Valentia Island, Kerry

Valentia Island Ireland Irlanda

A visita à Valentia Island surgiu por pura sorte, após seguir a sugestão de uma simpática senhora em Cahersiveen, onde fiquei alojada.

Apesar de pequena, a ilha guarda verdadeiros tesouros! Para lá do farol ou da gruta (The Grotto), local de peregrinação religiosa, é em Valentia que pode ver os primeiros vestígios de quando o ser vivo saiu da água e começou a pisar terra.

O Tetrapod Trackway é só por si uma bonita caminhada que termina com um incrível testemunho da história do mundo.

É também de Valentia que partem as visitas às ilhas Skellig. Skellig Michael é a prova da perseverança do homem e da fé contra os elementos. Numa ilha de pedra, completamente inóspita, no meio do mar, foi construído, no século VI, um mosteiro cuja estrutura ainda pode ser hoje visitada.

Este local, também referenciado quer pelos aspetos geológicos, como pela fauna e flora local, é considerado Património da Humanidade pela UNESCO.

Tome nota!
Mesmo se não fizer a visita às Skellig Islands (no meu caso não consegui fazer porque estava mau tempo), vale a pena visitar o centro de interpretação e conhecer a história deste local.

Cliffs of Moher, Clare

Cliffs of Moher Ireland Irlanda

As imagens que sempre vi dos Cliffs of Moher eram de enormes encostas encimadas por vegetação verde e raios de sol a mostrarem a imponência do sítio. Porém, a minha experiência nos Cliffs of Moher foi bem diferente. Posso dizer que foi lá que apanhei a maior molha até à data!

Apesar do tempo terrível que se fez sentir no dia em que visitei aquele que é um dos principais pontos turísticos da Irlanda, não posso deixar de destacar a sua importância.

Não só pelo impacto dramático desta paisagem, como por saber que existem 20 espécies de aves marítimas que chamam “casa” a este lugar.

Connemara, Galway

Connemara Ireland Irlanda

Este era um caminho que não estava a pensar seguir, mas indo para o Carrowmore Megalithic Cemetary pareceu-me o percurso óbvio. E foi mesmo a melhor opção!

Localizado no condado de Galway, este pedaço de costa, cheio da enseadas e praias, mostrou-me estradas que me levaram a ver a Irlanda de outra perspetiva. De localidade em localidade, com cenários extraordinários.

Carrowmore Megalithic Cemetery, Sligo

Carrowmore Megalithic Cemetery Ireland Irlanda

É um dos mais importantes e mais antigos sítios megalíticos de toda a Europa, repleto de círculos de pedra, túmulos e dolmens.

O Carrowmore Megalithic Cemetery estende-se por quilómetros e a sua exploração arqueológica está longe de ter terminado.

Os dados recolhidos em Carrowmore indicam que a maior atividade no local, incluindo a construção das sepulturas, teve lugar entre 5800 e 6400 aC.

Existem 30 túmulos no complexo, mas é o número 51 que atrai maior atenção. A cada 31 de outubro, o sol entra diretamente na estrutura e muitos creem na energia que esta transmite.

Gostou do post? Faça PIN e guarde para mais tarde
Foi pura curiosidade que me levou a ver na Irlanda vários lugares que me acabaram por conquistar. Do famoso Ring of Kerry à ilha de Valentia, o que não faltam são bons motivos para marcar já a sua próxima viagem.

Como disse, há ainda muito para ver na Irlanda, para além do roteiro que aqui descrevo. Mas tive apenas uma semana de viagem e estes nove percursos fizeram com que ela fosse inesquecível e aguçaram-me a vontade de voltar um dia.

E você, já visitou a Irlanda? O que gostou mais? Se nunca lá esteve, têm curiosidade de conhecer o país? Deixe a sua opinião e dicas na caixa de comentários.

Se gostou deste post, espreite também a minha aventura pela Old Bushmills! 🙂

VAI VIAJAR?
Prepare a sua viagem com os parceiros do Marlene On The Move!

↣ Use o Booking.com e escolha a sua estadia favorita aos melhores preços;
↣ Antes de viajar, faça o seguro de viagem com a IATI. Eles oferecem a melhor cobertura para viajantes e ainda tem 5% de desconto por ser leitor/a do Marlene On The Move;
↣ Pague todas as despesas de viagem com o cartão Revolut e poupe nas taxas bancárias;
↣ O seu voo atrasou ou foi cancelado? Consulte a Compensair e saiba se pode ser compensado.

Ao utilizar estes links para fazer as suas reservas, não vai pagar mais por isso e para mim faz toda a diferença! É com estas parcerias que consigo manter o blog, por isso a sua ajuda é preciosa! Obrigada desde já!

Comments