Search here...
TOP
Destinos Sem Categoria

Viagens alternativas: Aventure-se para além do normal

Destinos alternativos
37 Views

Imagine que está a passear por um beco labiríntico, o ar está impregnado do aroma das especiarias e dos sons de conversas. Ao aventurar-se mais a fundo neste caminho, depara-se com um pátio escondido onde os habitantes locais estão reunidos à volta de uma fogueira, com os rostos iluminados pelas chamas tremeluzentes. O mundo parece desvanecer-se, substituído por uma atmosfera de autenticidade e imersão cultural.

Este é o fascínio das viagens alternativas, uma oportunidade para conhecer os destinos na sua forma mais crua e intocada.

Viagens alternativas: Deixar as multidões para trás

No mundo sempre ligado em que vivemos hoje, é fácil ser apanhado pelo entusiasmo dos lugares turísticos mais populares. Mas há todo um mundo de viagens alternativas à espera de ser descoberto, destinos que oferecem uma experiência de viagem única e enriquecedora.

Estas jóias de viagem são frequentemente menos concorridas, mais acessíveis e repletas de cultura local.

Destinos alternativos
©bennett tobias / Unsplash

Porquê optar por viagens fora do comum?

Existem várias razões pelas quais vale a pena viajar fora dos circuitos habituais. Em primeiro lugar, permite-lhe conhecer um destino na sua forma mais verdadeira, longe das armadilhas turísticas e das atracções procuradas em massa. Terá mais hipóteses de interagir com os habitantes locais, aprender sobre as suas tradições e mergulhar no seu modo de vida.

Em segundo lugar, estes destinos invulgares são muitas vezes menos dispendiosos do que os seus congéneres mais famosos. Encontrará menos multidões, custos de alojamento mais baixos e uma melhor relação qualidade/preço. Isto pode deixá-lo com mais dinheiro para gastar em experiências que enriquecem verdadeiramente a viagem.

Por último, explorar destinos fora dos circuitos habituais permite-lhe sentir-se como um explorador, traçando o seu percurso e descobrindo verdadeiros tesouros. É uma mudança refrescante em relação aos itinerários pré-definidos que muitas vezes caracterizam o turismo tradicional.

Revelar as jóias destas viagens alternativas

Num mundo onde o turismo de massas parece surgir em todos os cantos, é cada vez mais difícil encontrar destinos de viagens alternativas. Mas, mesmo nos países mais conhecidos, alguns lugares ainda oferecem uma experiência local realista.

Aqui estão alguns destinos de viagem fora dos circuitos habituais que vão despertar o seu desejo de viajar:

Macedónia do Norte

Macedónia do Norte
©Martina Bogojovska / Unsplash

País sem litoral situado entre a Grécia, a Albânia, a Sérvia e o Kosovo, a Macedónia do Norte é um tesouro de história antiga, paisagens de cortar a respiração e tradições culturais.

  • História: A história da Macedónia do Norte remonta a tempos antigos, com provas arqueológicas que sugerem a existência de habitações humanas desde há 7.000 anos. A região foi o lar de várias tribos da Ilíria antes de cair sob o domínio de vários impérios, incluindo o grego, romano, bizantino, otomano e sérvio. A herança diversificada da Macedónia do Norte é evidente nos estilos arquitectónicos, tradições culturais e paisagem linguística.
  • Beleza natural: O país é abençoado com paisagens naturais espantosas, incluindo a cordilheira montanhosa de Šar Planina, os vales férteis dos rios Vardar e Strumica e o imaculado Ohrid, um dos lagos mais antigos e profundos da Europa. Estas paisagens diversificadas proporcionam amplas oportunidades para caminhadas, acampamentos e actividades ao ar livre.
  • Tradições culturais: Com uma cena cultural vibrante, a Macedónia do Norte dá o tom com a sua música, dança, literatura e cozinha apelativas. O prato nacional do país, tavče gravče, é um guisado de feijão, tomate e pimentos, enquanto a dança tradicional, o oro, envolve um trabalho de pés enérgico e palmas sincronizadas.
  • Custo da viagem: A Macedónia do Norte é um destino relativamente acessível para os viajantes, com custos de alojamento, alimentação e transportes comparáveis aos praticados no Sudeste Asiático ou na Europa de Leste. O país é também relativamente seguro e acolhedor para os visitantes.

Geórgia

Geórgia
©Iman Gozal / Unsplash

Muitas vezes ofuscada pela sua vizinha Turquia, a Geórgia é um país cativante com paisagens naturais deslumbrantes, uma cultura única e uma gastronomia deliciosa.

  • História: A história cativante da Geórgia remonta a 2000 a.C., quando a região era habitada pelos colchianos, uma tribo conhecida pela sua ourivesaria e produção de vinho. Vários impérios, incluindo o persa, o romano, o bizantino, o califado árabe e o otomano, governaram a Geórgia desde então. Apesar destas influências, a Geórgia manteve a sua identidade cultural única.
  • Beleza natural: Esta é uma terra de contrastes, com montanhas cobertas de neve, florestas exuberantes, vales férteis e a dramática costa do Mar Negro. As paisagens do país oferecem uma variedade de atividades ao ar livre, como caminhadas, esqui ou caiaque, para não falar da degustação de vinhos.
  • Tradições culturais: A Geórgia é conhecida pela sua calorosa hospitalidade e pelo seu rico património cultural. A tradicional supra (festa) do país é uma reunião comunitária em que a comida, o vinho e a música desempenham um papel central. Os georgianos são também conhecidos pela sua paixão pela dança, com estilos tradicionais como o kartuli e o khevsuruli a cativar fãs em todo o mundo.
  • Custo da viagem: Este é um dos destinos mais acessíveis da Europa, o que o torna uma opção atrativa para os viajantes preocupados com o orçamento. Dependendo da região, temporada ou estilo de viagem, os custos de alojamento, alimentação e transportes são significativamente mais baratos do que em muitos outros países europeus.

Uzbequistão

Uzbequistão
©AXP Photography / Unsplash

Cruzando civilizações antigas, o Uzbequistão possui uma história, cultura e arquitetura bastante rica.

  • História: O Uzbequistão situa-se no cruzamento de civilizações antigas, tendo sido uma paragem crucial ao longo da Rota da Seda, as rotas comerciais que ligavam o Oriente e o Ocidente. A história do país é evidente na sua magnífica arquitetura, incluindo as mesquitas de Bukhara e Samarkand, com cúpulas em turquesa, e as imponentes fortalezas de Khiva. O facto do Uzbequistão fazer parte da antiga União Soviética até à sua independência em 1991, também moldou significativamente a sua história mais recente.
  • Beleza natural: Com o vasto deserto de Karakum, as imponentes montanhas Pamir e o vale fértil de Fergana, o país oferece várias atividades, como passeios de camelo no deserto e caminhadas nas montanhas.
  • Tradições culturais: A cultura do Uzbequistão está profundamente enraizada nas suas tradições islâmicas, com a caligrafia, o artesanato tradicional e a música a desempenharem um papel importante. A gastronomia do país, que inclui pão cozido em tandoor, plov (arroz pilaf) e samsa (pastelaria frita), é um deleite para os sentidos.
  • Custo de viagem: O Uzbequistão está a tornar-se cada vez mais popular entre os viajantes, mas continua a ser um país acessível. Os custos de alojamento são relativamente baixos e, dependendo da região, os preços dos alimentos são comparáveis aos do Sudeste Asiático. Contudo, os custos de transporte podem ser mais elevados, sobretudo nas viagens de longo curso.

Northumberland, Inglaterra

Northumberland, Inglaterra
©Guy Downes / Unsplash

Northumberland é uma joia escondida em Inglaterra, muitas vezes esquecida em favor das suas congéneres mais populares do sul.

  • História: Este é um destino repleto de história, tendo sido o lar do forte romano da Muralha de Adriano, dos castelos medievais de Bamburgh e Alnwick e do antigo campo de batalha de Otterburn. A sua herança literária inclui Macbeth de Shakespeare, que tem lugar nas paisagens escarpadas desta área.
  • Beleza natural: Northumberland é conhecida pela sua costa dramática, com falésias imponentes, praias isoladas e o Priorado de Lindisfarne, Património Mundial da UNESCO. O condado também possui o vasto Parque Nacional de Northumberland, um paraíso para a vida selvagem, incluindo esquilos vermelhos, águias douradas e focas.
  • Tradições culturais: A cultura tradicional de Northumberland ainda está muito viva, com várias aldeias e cidades a acolherem festivais e eventos ao longo do ano. O condado é também conhecido pelo seu artesanato tradicional, como a escultura em madeira, o sopro de vidro e a música e dança tradicionais.
  • Custo de viagem: Northumberland é conhecida por oferecer opções acessíveis para os visitantes, especialmente quando comparada a destinos mais turísticos. Os custos de alojamento são relativamente baixos e a oferta gastronomica é variada e ao alcance de várias carteiras.

Alentejo, Portugal

Marvão, Alentejo
©Rach Sam / Unsplash

Longe dos agitados pontos turísticos de Lisboa e Porto, a região do Alentejo em Portugal oferece uma experiência de viagem tranquila e autêntica.

  • História: O Alentejo é o lar de algumas das localidades mais antigas e históricas de Portugal, incluindo Évora (Património Mundial da UNESCO), Elvas, Marvão e Monsaraz. Estas cidades e vilas são conhecidas pelas suas fortificações muradas, arquitetura medieval e praças encantadoras.
  • Tradições culturais: O Alentejo é palco de animadas festas e festivais, música tradicional, como o Cante (Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO), e uma gastronomia deliciosa. Um dos pratos emblemáticos da região são as migas alentejanas, feito com pão, carne de porco e legumes.
  • Custo da viagem: Este é um destino português relativamente acessível. Os custos de alojamento, alimentação e transportes são mais baixos do que em muitas outras partes do país.

Açores, Portugal

Açores
©Parker Hilton / Unsplash

No meio do Oceano Atlântico, o arquipélago dos Açores é um paraíso para os amantes da natureza, oferecendo paisagens deslumbrantes, trilhos para caminhadas e maravilhas geotérmicas.

  • História: Os Açores, constituído por nove ilhas vulcânicas, foram inicialmente colonizados pelos portugueses no século XV. As ilhas têm uma história de exploração, comércio e caça à baleia, e também têm sido o lar de uma mistura diversificada de culturas, incluindo a portuguesa, a africana e a americana.
  • Beleza natural: Este é um paraíso vulcânico com paisagens deslumbrantes que incluem montanhas, lagos, cascatas e praias. Os Açores acolhem várias espécies endémicas e são populares para caminhadas, passeios de bicicleta e observação de aves e animais marinhos.
  • Tradições culturais: Os açorianos são conhecidos pela sua calorosa hospitalidade e gosto pela música e pela dança. As ilhas têm uma forte tradição de artesanato, incluindo a tecelagem, os bordados e trabalhos em madeira.
  • Custo da viagem: Este é um destino relativamente acessível, mas os custos de alojamento podem ser mais elevados do que noutras partes de Portugal. Os custos de alimentação e transporte são geralmente mais baixos e existem várias atividades gratuitas para desfrutar, como caminhadas na natureza.

Butão

Butão
©aaron boris / Unsplash

Aninhado nos Himalaias, o Butão é uma terra de beleza natural deslumbrante, cultura rica e um compromisso com o turismo sustentável.

  • História: O Butão é um pequeno país nos Himalaias, governado pela dinastia Wangchuck desde o século XVII. Este destino é conhecido pela sua mistura única de budismo e monarquia e pela longa história de isolamento do mundo exterior. O Butão só abriu as portas ao turismo em 1974, e o governo tem mantido uma abordagem cuidadosa para preservar a cultura e o meio ambiente.
  • Beleza natural: Com montanhas cobertas de neve, vales luxuriantes e terras agrícolas férteis, o país é o lar de uma vida selvagem diversificada, incluindo tigres, elefantes e macacos. O Butão é ainda conhecido pelas suas trilhas de trekking, sendo o Caminho Druk um dos mais famosos.
  • Tradições culturais: A cultura butanesa está profundamente enraizada no budismo e a herança espiritual do país é evidente na sua arquitetura, arte e música. O Butão é também conhecido pela calorosa hospitalidade e pelo seu ênfase na Felicidade Nacional Bruta, uma métrica que mede o bem-estar dos cidadãos do país.
  • Custo da viagem: Pelas suas características e ao contrário dos outros destinos aqui mencionados, o Butão é caro, mas vale bem a pena. O governo butanês adota uma política de “turismo de alto valor, baixo volume”, obrigando os viajantes a pagar uma taxa diária fixa, que inclui alojamento, alimentação, guia turístico e transporte.

Descubra as histórias não contadas de destinos escondidos

Os destinos menos conhecidos têm muitas vezes histórias à espera de serem contadas, à espera de serem descobertas por viajantes intrépidos. Como você! São histórias de tradições locais, resiliência perante a adversidade e o espírito duradouro de comunidades que prosperaram de forma única.

Cenário agrícola local na Ásia é um exemplo do que podemos ver em viagens alternativas
©Quang Nguyen Vinh / Unsplash

Dicas para explorar destinos alternativos

Aventurar-se fora dos circuitos habituais requer a vontade de abraçar o inesperado e de se adaptar ao modo de vida local. Aqui estão algumas dicas para garantir uma aventura bem-sucedida e enriquecedora:

  1. Faça a pesquisa: Antes de embarcar na sua viagem, informe-se sobre a cultura, os costumes e a língua local. Isto ajudá-lo-á a navegar com respeito e compreensão.
  2. Use o transporte local: Deixe de lado o carro alugado e mergulhe no sistema de transportes públicos. É uma excelente forma de conhecer o ritmo do destino e de interagir com os habitantes locais.
  3. Fique em alojamentos locais: Apoie a economia local ficando em alojamentos pertencentes e geridos por residentes, o que lhe proporcionará uma experiência mais autêntica e uma visão do modo de vida.
  4. Esteja aberto a novas experiências: Seja flexível e aberto a novas experiências, mesmo que estejam fora da sua zona de conforto. Estes encontros inesperados são muitas vezes os aspetos mais gratificantes das viagens alternativas.
  5. Pratique viagens responsáveis: Respeite o ambiente e a cultura locais. Tenha consciência das suas ações e faça um esforço para minimizar o seu impacto no destino.
Comece a planear em detalhe as suas viagens alternativas

O atrativo das viagens fora do comum

Um número crescente de estudos sugere que as viagens alternativas não são apenas uma tendência, mas uma preferência crescente entre os viajantes. De acordo com um estudo recente da Adventure Travel Trade Association (ATTA), 88% dos viajantes inquiridos em 2022 estavam interessados em visitar destinos menos populares. Este resultado sugere que o desejo de experiências de viagem autênticas e imersivas é forte entre os viajantes de hoje.

Além disso, um estudo do 2023 da Booking.com diz que 60% dos viajantes são mais propensos a reservar uma viagem para um destino menos popular, e uma pesquisa de 2023 da Lonely Planet descobriu que 58% dos viajantes estão interessados em experimentar a cultura e as tradições locais, o que muitas vezes é mais acessível em destinos menos populares.

Viagens alternativas
©Norbert Braun / Unsplash

Abrace o inesperado

Viajar fora dos circuitos habituais exige mais planeamento e flexibilidade, mas o que se obtém com isso vale bem a pena. Esteja preparado para se aventurar para além da sua zona de conforto, abraçar o inesperado e ligar-se à cultura local a um nível mais profundo. Voltará com um novo apreço pela diversidade do mundo.

Opte por viagens alternativas
Mergulhe no mundo escondido das viagens alternativas, longe das multidões, imerso nas culturas e muitas vezes a destinos mais em conta.
Gostou do post? Faça PIN e guarde para mais tarde.

VAI VIAJAR?

Prepare as suas viagens com os parceiros do Marlene On The Move!

  • 🏨 Use o Booking.com ou o Hostelworld para escolher a sua estadia favorita aos melhores preços.
  • 🚙 Alugue o carro na Rentalcars ou no Discover Cars e obtenha o melhor negócio.
  • ✈️ Encontre os voos mais baratos no Skyscanner, não importa o destino.
  • 🚉 Compre os seus bilhetes de transporte com a Omnio e evite as filas.
  • 🛟 Faça o seguro de viagem IATI e tenha 5% de desconto.
  • 📲 Compre o eSIM com a Airalo e esteja sempre conectado no seu destino.
  • 🎟️ Explore qualquer destino com os melhores tours da GetYourGuide.

Ao utilizar estes links para fazer as suas reservas, não vai pagar mais por isso e para mim faz toda a diferença! É com estas parcerias que consigo manter o blog, por isso a sua ajuda é preciosa! Obrigada desde já!

Marlene On The Move

Marlene Marques

Marlene é a criadora do Marlene On The Move. Jornalista de profissão, criou o blog para partilhar as suas aventuras pelo Mundo. Não é raro partir à descoberta de novos países e culturas com a prancha de surf como bagagem.

«

»

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!