Praia da Ingrina

17 praias a visitar na Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano

Marlene Marques

17 praias a visitar na Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano

Foi daqueles fins de semana inesperados. Não foi uma viagem planeada, nem um destino de primeira vez. Sagres é assim mesmo. Os ventos, que são aqui tão fortes, parecem subir meio país para sussurrar-me ao ouvido e atraírem-me para o Sul.

Foi certamente, isso sim, a primeira vez que visitei esta cidade algarvia em pleno mês de agosto. Todos sabemos que agosto é o mês de férias por excelência e eu, às vezes bicho do mato, fujo desta região durante o verão porque é sempre muito mais atribulada e cheia de gente.

Mas desta vez, o chamamento foi mais alto e vim visitar a vila algarvia durante dois dias.

Já conhecendo os principais pontos turísticos de Sagres, domingo fiz-me à estrada de regresso a casa, mas decidi ir pelo litoral, parando em algumas das melhores praias do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Este é tido como um dos trechos costeiros mais bonitos da Europa, casa da famosa Rota Vicentina, e cada desvio parece levar a uma praia mais bonita que a outra.

Por isso, tome nota! Seguindo de Sul para Norte, a percorrer o parque natural, estas são aquelas que recomendo uma visita. Quer seja para apreciar a vista, estender a toalha ou colocar a prancha dentro de água.

1 / Praia do Zavial

Praia do Zavial

É um dos spots de surf por excelência na região. O Zavial é aos dias que correm uma praia da moda, por isso é ver um corropio de gente de prancha na mão para tirar melhor partido daquelas ondas.

Se quiser fazer o mesmo, a sugestão é que vá à primeira hora da manhã e aproveite um pouco de sossego antes que chegue a multidão.

2 / Praia da Ingrina

Praia da Ingrina

Para mim, uma das praias mais bonitas da zona de Sagres. Mesmo ao lado do Zavial, é uma pequena baía que encanta pelo seu aspecto natural e prestino.

3 / Praia da Mareta

Praia da Mareta

Outro clássico do surf de Sagres, em especial se está a dar os primeiros passos no desporto. O comprimento da praia faz com que as pessoas se espalhem, quer no areal como dentro de água. Se estiver alojado em Sagres, nem precisa de pegar no carro.

4/ Praia do Beliche

Praia do Beliche

Aqui já é preciso ser-se especialista para surfar estas ondas. São rápidas e muitas vezes reflectem na arriba, quebrando em velocidade e, muitas vezes, à beira da água. É muito apreciada pelos bodyboarders, mas os surfistas não negam o desafio. Se apenas vai para aproveitar a praia, saiba que esta é uma das mais protegidas se estiver nortada. O único senão é que terá que fazer uma grande descida (e subida, no regresso) para alcançar o areal.

5 / Ponta Ruiva

Ponta Ruiva

Ganha nome pelo grande rochedo avermelhado que existe no lado direito da praia. A Ponta Ruiva oferece um extenso areal que comporta bastante gente. Porém, o acesso difícil, de grande inclinação e terra batida, afasta muitos visitantes.

Atenção que com chuva ou mau tempo, conduzir por ali pode ser um verdadeiro desafio.

6 / Monte Clérigo

Monte Clérigo

Praia de grande extensão e boa para usufruir durante o verão, o Monte Clérigo é uma grande opção nos meses de verão. Como é uma praia bastante concorrida, o ideal é que vá mais cedo para assegurar lugar de estacionamento. A pequena vila que se encontra espraiada na encosta dá também uma graça ao lugar e lá pode encontrar bons locais para comer, como, por exemplo, o restaurante O Sargo.

7 / Praia da Amoreira

Praia da Amoreira

Tal como o Monte Clérigo, também a Amoreira oferece uma praia grande, perfeita estender a toalha. As ondas são também uma das grandes atrações deste lugar, muito procurado pelos surfistas, mas se morre de amores por praias de ondulação forte, saiba que a Amoreira é a foz da Ribeira de Aljezur.

8 / Arrifana

Arrifana

Se há praia muito conhecida entre os surfistas na bonita Costa Vicentina, essa é a Arrifana. Por isso, não estranhe chegar lá e ver o mar repleto de pranchas de surf. Para aceder ao areal tem que percorrer uma estrada inclinada estreita, por entre casinhas de veraneio. Isto pode ser um problema nos meses de verão, já que a quantidade de visitantes é elevada, tal como o número de carros estacionados. Se quiser evitar isso, vá bem cedo para a praia.

9 / Praia do Vale dos Homens

Vale dos Homens

Bonita que só ela, a Praia do Vale dos Homens fica num enclave de arribas rochosas e vegetação típica da região. Um passadiço de madeira leva até lá abaixo e o que não falta é espaço para estender a toalha. Já no que toca ao surf, se não é fã de rochas, talvez seja melhor tentar a sorte noutro lado.

10 / Praia da Barradinha

Praia da Barradinha

Este é um pequeno paraíso que descobri nesta viagem. Daqueles que surgem porque decidimos sair da estrada principal e seguir rumo por uma estrada em terra e ver até onde ela vai dar. Ao contrário de outras que aqui sugiro, a Praia da Barradinha é muito pequena e com pouco areia. Por outro lado, isso também faz com que seja pouco concorrida. Tente ir na maré baixa para tirar melhor partido deste lugar.

11 / Praia de Odeceixe

Praia de Odeceixe

Outro clássico da costa alentejana, a Praia de Odeceixe atrai visitantes de todo o país. Por aqui tem o melhor de dois mundos: as ondas e a frescura do Atlântico, e a calmaria e temperatura das águas da Ribeira de Seixe. Também a vila é engraçada e vale a pena um passeio por lá.

12 / Praia da Amália

Praia da Amália

Foi uma das grandes descobertas quando andei a fazer um roteiro de três dias por Vila Nova de Milfontes e a Zambujeira do Mar. A Praia da Amália — que ganhou um nome por ser uma das praias de eleição da famosa fadista portuguesa — é linda e só o acesso por meio da vegetação vale a pena a visita. Descer até ao areal pode ser um desafio, principalmente para quem tem mobilidade reduzida, mas depois de lá chegar não se vai arrepender.

13 / Praia dos Alteirinhos

Praia dos Alteirinhos

A Praia dos Alteirinhos, junto da Zambujeira do Mar, tira o melhor partido da paisagem que acompanha este troço do litoral português. As escarpas rochosas entram mar a dentro e atribuem um visual ainda mais bonito a esta praia.

14 / Praia do Malhão

Praia do Malhão

A Praia do Malhão é uma grande opção para visitar se estiver na zona de Vila Nova de Milfontes. O areal é muito bonito e se tiver a sorte de ir num dia de bom tempo e poucas ondas vai deparar-se com águas azul turquesa.

15 / Praia dos Aivados

Praia dos Aivados

Já a Praia dos Aivados é uma das minhas predilectas para o surf na zona do Alentejo. O areal é aqui muito reduzido, por isso, não tão simpático para quem quer somente estender a toalha e ir a banhos. Esta extensão de costa é preenchida com pequenos seixos até onde a vista alcança, tendo tornado-se numa das suas imagens de marca.

16 / Ilha do Pessegueiro

Ilha dos Pessegueiro

Quando um local é imortalizado na letra de uma canção é porque há algo em si de muito especial. Assim é a Ilha do Pessegueiro, destacada na canção “Porto Côvo” de Rui Veloso. Seguindo a estrada que leva até à praia, vai logo deparar-se com uma bonita ilhota que surge no horizonte e acompanha-nos até quando estamos no areal. É um visual a não perder.

17 / Praia de São Torpes

Praia de São Torpes

A versatilidade desta praia é enorme! Próxima de Porto Novo, é ideal para desportos náuticos, como o surf, o bodyboard ou o kitesurf, mas também oferece ótimas condições para quem procura bons momentos passados na praia. E mesmo se estiverem ondas, pode sempre chegar-se mais perto do pontão onde estas são mais escassas e a água está mais quente.

São Torpes foi o meu destino final nesta viagem, mas se quiser continuar a subir no mapa, existem pelo menos outras cinco praias alentejanas que recomendo que vá conhecer.

©Maja Flipflops

O que achou destas sugestões? Já conhecia todas estas praias ou ouve aqui alguma que nunca tinha ouvido falar? Tem outras de eleição que não estão aqui? Conte-me tudo na caixa de comentários.

Praias do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina é uma das zonas mais incríveis de Portugal, pelo que as suas praias não ficam atrás. Neste artigo conheça aquelas que recomendo numa próxima visita à região.
Gostou do Post? Faça PIN e guarde para mais tarde.

Marlene é a criadora do Marlene On The Move. Jornalista de profissão, criou o blog para partilhar as suas aventuras, quer em Portugal, destino sobre o qual escreve para publicações digitais portuguesas, como no Mundo. Não é raro partir à descoberta de novos países e culturas.

Post a Comment

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit sed.

Follow us on