Image Alt

Surf nas Maldivas — Tudo sobre os spots que não pode perder

Onda de Cokes nas Maldivas | Cokes wave in Maldives

Surf nas Maldivas — Tudo sobre os spots que não pode perder

Fazer surf nas Maldivas é um sonho! Água quente e transparente. Ondas para todos os gostos e níveis.

Neste post falo-lhe de algumas das melhores ondas daquele país asiático, para que possa planear a sua próxima surf trip às Maldivas.

O surf nas Maldivas

Surf in Thulusdhoo Maldives | Surf nas Maldivas

As Maldivas são constituídas por mais de 1200 ilhas, distribuídas por vários atóis, que se dividem em três grandes grupos: o norte, o central e o sul. No total, estes atóis compreendem cerca de 50 ondas… sim, leu bem, 50 ondas surfáveis.

Mas, como em todos os países, nem todas funcionam em qualquer altura do ano, nem com todos os swells, e algumas chegam mesmo a ser raras. Mas com tantas dezenas de ondas, já percebeu que facilmente as Maldivas podem ser o destino perfeito para uma surf trip.Não lhe vou falar de todas elas, até porque dificilmente conseguiria visitar todas na minha primeira viagem às Maldivas. Assim, vou focar-me nas principais ondas dos atóis do Norte, que, de resto, são consideradas como as melhores ondas das Maldivas.

7 ondas a não perder nas Maldivas

Cokes

A quebrar na ilha de Thulusdhoo está aquela que é uma das principais ondas das Maldivas: Cokes.

Esta direita rápida e tubular vai buscar o seu nome à fábrica da Coca-cola que existe na ilha e, reclamando fama internacional, é também uma das mais procuradas e, por tal, com mais crowd.

O fundo é rochoso e a onda quebra quase sempre bastante rasa. Por aqui há que evitar colocar os pés no chão e conhecer de perto os ouriços maldivianos.

As entradas e saídas são feitas através de uma pequena ilhota a poucos metros da praia em frente dos hotéis. Caso não consiga sair pela pequena ilha, é tentar passar uma zona mais rochosa e depois remar pela lagoa mesmo em frente.

Caso não esteja alojado em Thulusdoo, pode sempre pagar um barco para chegar e sair de Cokes.

A saber
  • Direção da onda – Direita
  • Melhor swell – SE
  • Melhor vento – SW
  • Nível – Avançado
Onda de Cokes nas Maldivas | Cokes wave in Maldives

Chickens

Outra onda que vai buscar o nome à história da ilha onde se encontra é Chickens. Isto porque na pequena ilha, mesmo ao lado de Thulusdhoo, existia uma quinta de criação de galinhas.

Hoje essa quinta já não existe e a ilha é agora ocupada com um grande resort de luxo. Porém, para surfar Chickens não tem que estar alojado na ilha e pode bem chegar de barco. São apenas 10 minutos (se tanto) se for a partir de Thulusdhoo.

Quando à onda, é uma esquerda tubular, mas, para muitos, mais acessível que Cokes, embora se o swell for grande é igualmente tubular e rápida.

Existem mais do que um ponto de arranque na onda, o que quer dizer que pode dar mais resposta caso a afluência à mesma seja grande… e muitas vezes é.

A saber
  • Direção da onda – Esquerda
  • Melhor swell – SE
  • Melhor vento – NW
  • Nível – Intermédio / Avançado
Onda de Chickens nas Maldivas | Chickens wave in Maldives

Sultans

Começo por dizer que em Sultans apanhei a onda mais comprida da minha vida! Pura verdade.

A fama desta onda é mesmo essa: uma direita que nunca mais acaba, que nunca fecha. E se lemos muitas coisas na internet que nem sempre são verdade, posso dizer que, desta vez, a onda faz mesmo jus à sua fama.

Sultans fica na ilha de Thamburudhoo, que, segundo sei, é inabitada, por isso, a forma de lá chegar é mesmo de barco.

Como é uma boa onda para surfistas mais medianos, é muito fácil o número de pessoas dentro de água ser elevado. Mas é mesmo uma questão de sorte. Pode bater com muitos barcos a chegarem ao mesmo tempo (e dificilmente vêm com apenas um ou dois surfistas) ou apanhar uma altura em que a maior parte deles está a ir embora.

A saber:
  • Direção da onda – Direita
  • Melhor swell – SE
  • Melhor vento – SW
  • Nível – Intermédio

Jailbreaks

Localizada em frente da Prisão Nacional das Maldivas, durante anos esta onda estava interdita ao surf, apesar de haverem alguns surfistas que não resistiam a esta incrível direita e arriscavam a sua sorte.

Hoje, Jailbreaks já está aberta a todos os surfistas que ali chegam de barco.Esta incrível direita oferece vários pontos de take-off, que vão do mais simples e suave aos arranques um pouco mais fortes e tubulares.

A saber
  • Direção da onda – Direita
  • Melhor swell – SE
  • Melhor vento – SW
  • Nível – Intermédio

Ninjas

Não é preciso ser ninja para surfar esta onda. Aliás, ela é tida como uma das mais fáceis do atóis do norte, de tal modo que se tornou num dos spots favoritos dos surfistas asiáticos… e daí o nome!

Ninjas não é tão fácil de funcionar e é preciso o swell estar grande nas restantes ondas para esta direita funcionar.

Aliás, Ninjas é a típica onda que não aguenta ondulação grande e quando a onda sobe para lá da altura do ombro, esta começa a fechar.

Por ser uma onda fácil, lenta e sem grande formação, é habitual encontrar por aqui muitos longboarders ou surfistas que estão agora a começar a dar os primeiros passos.

A saber
  • Direção da onda – Direita
  • Melhor swell – SE
  • Melhor vento – SW
  • Nível – Principiante

Pasta Point

Começo por dizer que não surfei esta onda. Isto porque Pasta Point é uma onda exclusiva, ou seja, é preciso ficar alojado no resort Cinnamon Dhonveli Maldives para poder usufruir daquela que é a onda mais famosa das Maldivas.

Pasta Point ganhou fama internacional por receber eventos do circuito de qualificação mundial de surf e por ser uma onda super longa e consistente.

Mas, como disse, só quem fica alojado no resort pode ter o privilégio de a surfar e a quantidade de surfistas dentro de água também é controlada pelo alojamento que tenta manter um máximo de apenas 30 pessoas.

A saber
  • Direção da onda – Esquerda
  • Melhor swell – SE
  • Melhor vento – NE
  • Nível – Intermédio

Lohis

Como o nome indica, Lohis é a famosa onda da ilha Lohifushi… que já perdeu esse nome e hoje é conhecida como Huduran Fushi. Confuso, eu sei. Mas a única coisa que tem que reter é que, tal como Pasta Point, para surfar Lohis tem que ficar alojado no resort Adaaran Huduran Fushi.

Caso o seu orçamento permita a aventura pode passar os dias a surfar uma esquerda super comprida, que, embora funcione com a maioria das marés, é mais sensível ao vento.

Porque o resort não impõe um máximo de surfistas (como fazem em Pasta Point), é expectável ter mais concorrência dentro de água.

A saber
  • Direção da onda – Esquerda
  • Melhor swell – SE
  • Melhor vento – NE
  • Nível – Intermédio
Marlene On The Move | Surf in the Maldives | Surf nas Maldivas

Mas, afinal, qual a melhor altura do ano para surfar nas Maldivas?

Dependendo da zona onde se encontra — Norte, Centro ou Sul —, também as ondas são influenciadas pela altura do ano.

A altura das monções é para fugir, até porque queremos ter uma boa surf trip pelas Maldivas e não ficar fechados por causa de cheias ou outros infortúnios provocados pelo tempo.

Assim, a melhor altura para fazer uma viagem de surf até às Maldivas é entre abril e outubro. Isto nos atóis do norte, já que é sobre estes que falo neste post.

O meu conselho é que, dentro desse período, aponte para os meses de abril a maio ou setembro a outubro, já que nos meses de verão no Hemisfério Norte pode ter os preços mais inflacionados.

Surfboards to surf the Maldives | Pranchas para surfar nas Maldivas

Prancha ideal para surfar nas Maldivas

Tudo depende do que vai à procura. Se quer surfar ondas mais rápidas e tubulares, como Cokes ou Chickens, o ideal é levar entre uma 5’10 a 6’4 (se quiser fazer ondas maiores).

Se é principiante ou vai com o intuito de surfar ondas mais acessíveis, como Ninjas ou Sultans, pode apostar numa 5’10 a 6’1, com mais volume, ou então aventurar-se a levar o longboard.

Ùltima nota para relembrar que, ao contrário do que se possa pensar, fazer surf nas Maldivas não deixa de ter alguns perigos associados. Até porque as ondas quebram muitas vezes rápidas e sobre o coral.

Assim, não posso deixar de sublinhar a importância de fazer um seguro de viagem para uma surf trip a este país.

Pessoalmente, uso os seguros da IATI, nomeadamente o IATI Mochileiro, uma vez que abrange acidentes que possam surgir da prática de desportos de aventura, como o surf.Se tiver interesse, faça a sua reserva do seguro através deste link ou clicando no banner de modo a ter mais 5% de desconto por ser leitor/a do Marlene On The Move. 😉

Seguro de viagem | Travel insurance
Ainda curioso/a com as ondas das Maldivas? Aqui fica uma mais de perto!

O que achou deste post? Tem alguma questão sobre o surf nas Maldivas? Talvez possa ajudar. Basta comentar em baixo.

Boas ondas!

Quer fazer surf nas Maldivas? Conheça algumas das melhores ondas que tem que experimentar na sua próxima surf trip.
GOSTOU DO POST? FAÇA PIN E GUARDE PARA MAIS TARDE!

Marlene é a criadora do Marlene On The Move. Jornalista de profissão, criou o blog para partilhar as suas aventuras, quer em Portugal, destino sobre o qual escreve para publicações digitais portuguesas, como no Mundo. Não é raro partir à descoberta de novos países e culturas com a prancha de surf como bagagem.

Post a Comment

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit sed.

Follow us on